fbpx
Ficou alguma dúvida em relação aos nossos cursos?  |
(62) 3432-4510  |
contato@institutolatene.com.br
Portal do Aluno
Chame no WhatsApp
  |  Siga-nos

Toxina botulínica: o que é preciso explicar para o paciente antes da aplicação

  /  Carreira em estética   /  Toxina botulínica: o que é preciso explicar para o paciente antes da aplicação
Como explicar a paciente sobre aplicações de toxina botulínica, conhecida como botox

Toxina botulínica: o que é preciso explicar para o paciente antes da aplicação

A toxina botulínica, popularmente chamada de Botox®, é usada em vários tipos de tratamentos estéticos e também para fins terapêuticos. 

Apesar de ser amplamente usada para fins como eliminar rugas, marcas de expressão e harmonizar o rosto, disfarçar o sorriso gengival e outros, há ainda muitas dúvidas sobre sua utilização.

Mesmo sendo bastante presente no ramo estético, ainda há muita confusão a respeito de determinados conceitos dessa substância. Um deles, inclusive, já citamos, que é sobre a marca ser usada como sinônimo do produto, o que é um erro, pois Botox® é a marca. 

Sendo assim, elaboramos este artigo para esclarecer as principais dúvidas que podem surgir em relação ao produto. Da mesma forma, para que você, futuro profissional, saiba como explicar ao cliente. 

Toxina botulínica: o que explicar antes de sua aplicação

Apesar de os tratamento estéticos que usam toxina botulínica serem bastante procurados, há ainda uma parcela de pessoas que têm vontade de fazer aplicações, mas têm receio. No entanto, uma boa explicação sobre a aplicação, benefícios, contraindicações e outras informações não resolva. 

Por isso, o profissional deve estar sempre bem munido dessas informações, que são passadas quando ele se prepara para atuar na área e por meio de cursos de estética que ele realiza para se especializar. 

O que o esteta deve sempre explicar ao paciente e minar qualquer receio ou dúvida que ele possa ter:

Como funciona a aplicação

Explicar o processo é o primeiro passo. Dizer que o tratamento envolve injeções em quantidades muito pequenas, onde serão aplicadas, se vai doer e como será a recuperação, são algumas explicações necessárias. É importante também reforçar os benefícios e os resultados que a aplicação da toxina proporcionarão. 

Em quanto tempo a toxina faz efeito e quanto tempo dura

O paciente precisa saber quando começará a ver os resultados. Sendo assim, o esteta deve explicar que a toxina começa a fazer efeito sete a 14 dias depois da aplicação. Deve explicar também que os efeitos podem durar de três a seis meses. Depois disso, desaparecerá gradualmente, pois a ação muscular retorna.

Qual a frequência das aplicações

O especialista avaliará sobre o tempo das aplicações, que serão em intervalos regulares e dentro daquele prazo explicado no item anterior, de quanto dura o efeito da toxina. 

Se há efeitos colaterais

O paciente precisa saber que os efeitos colaterais são mínimos, e que permanecem por cerca de três a sete dias após a aplicação. Esses efeitos podem ser edema ou um pouquinho de dor no local da injeção. Raramente pode acontecer de o paciente ter dor de cabeça ou uma fraqueza temporária nos músculos vizinhos. 

Se há idade mínima ou máxima para fazer aplicação da toxina

Não existe idade máxima, no entanto, o especialista deve explicar que para idade mínima, é necessário uma avaliação. Nesses casos, há o que chamamos de aplicações preventivas. 

Se há contraindicações

Há alguns casos em que, por precaução, é indicado não fazer a aplicação. Esses casos são os de pacientes que têm alergia a algum dos componentes da toxina; pacientes com doenças neuromusculares, imunológicas ou coagulopatias. Também é indicado que gestantes e lactantes não façam o procedimento.

Explicado tudo isso, cabe ao esteta analisar e avaliar o caso de cada paciente, para certificar-se de que elas estão aptas para fazer o tratamento.

Quer saber mais e aprofundar seus conhecimentos sobre toxina botulínica, aplicações e tratamentos relacionados? Conheça os cursos do Instituto La Tène e aposte em sua qualificação profissional.

Entre em contato com a equipe e saiba mais sobre as opções em cursos.

Gostou do artigo? Comente e compartilhe!

Até o próximo!

Deixe seu comentário